© 2015 by DUDA NASCIMENTO.

Design by Maria Eduarda Nascimento

  • Instagram Limpa
  • facebook
  • YouTube Limpa
  • Duda Nascimento

Lisboa - Roteiro 5 dias

Atualizado: 6 de Ago de 2019

Aproveitando um feriado em Portugal que acabei descobrindo em cima da hora, fui com meus amigos para Lisboa. Fomos de ônibus, já que era a opção mais barata, mas se a viagem tivesse sido programada com mais antecedência, a passagem de avião do Porto até Lisboa teria saído bem em conta, vi várias vezes no site da Ryanair ida e volta por 19,99€.

Ficamos no Hostel Seven Hills, adoramos a localização e a hospedagem! Pegamos um quarto privado para 4 pessoas, tivemos que dividir apenas o banheiro com o pessoal que estava no mesmo andar do nosso quarto, cerca de umas 5 pessoas. Não gosto muito de dividir banheiro com outras pessoas, mas foi a única opção que encontramos para a data. Nesses casos, procuro tomar banho cedo, já que a água começa a ficar mais fria, de acordo com a utilização do chuveiro (nem sempre é assim que funciona, mas a maioria é, então fique atento para não tomar banho frio!).

IMPORTANTE (Transporte): Antes de iniciar os passeios, garanta o seu ticket diário, pois com ele você conseguirá usar diversos meios de transporte pelo valor de 6€ (válido por 24h). Vale muito a pena!!

1° DIA - Quarta-feira (Castelo de São Jorge - Alfama - Bairro Alto - Chiado)

No primeiro dia, após deixarmos nossas malas no Hostel, fomos almoçar. Pegamos o metrô e descemos na estação Rossio, por lá há uma praça bem bonita, a D. Pedro IV. A primeira opção encontrada foi Mc Donald's, como estávamos morrendo de fome, não procuramos por mais nada e fomos direto no fast food mesmo.

Nesse dia, optamos por começar o passeio pelo Castelo de São Jorge, tem uma vista sensacional da cidade de lá, vale muito a pena conhecer!! Pegamos até o pôr do sol, estava lindo!




O local possui muita história, o castelo foi construído pelos muçulmanos (século XI) e diversos povos passaram por lá, em meio a inúmeras guerras na região, a construção serviu como ponto de defesa. Foi com a conquista de Lisboa por D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, em 1147, que o local passou a servir como residência real. No século XIII foi transformado em paço real, recebendo diversos personagens importantíssimos da história, como Vasco da Gama (século XVI), após sua descoberta do caminho marítimo para as Índias. O castelo também teve função militar, quando em 1580 Portugal é integrado à Coroa da Espanha. No ano de 1755, Lisboa sofre um terremoto e novas construções acabam escondendo as ruínas antigas. Graças as obras de restauração no século XX, pode ser reabilitado em 1990, sendo hoje um dos pontos turísticos mais importantes de Lisboa.



Preço:

A entrada para estudante foi 5 euros (preço para pessoas com deficiência e maiores de 65 anos também), já o bilhete normal custa 8,50€.

Horário:

1 Nov a 28 Fev | 9h00 às 18h00

1 Mar a 31 Out | 9h00 às 21h00

Local:

R. de Santa Cruz do Castelo, 1100-129 Lisboa, Portugal

Dica: Para quem gosta de Nespresso, tem uma cafeteria lá dentro que vende, eu amo café e não deixei de pegar um para ir tomando, aliás, nunca tinha visto essa opção da nespresso em copinho, adorei!!








A região que fica o castelo é muito bonita, andamos um pouco por lá e fomos descendo em direção ao bairro Alfama, que é um dos bairros mais antigos e típicos de Lisboa.



Decidimos acabar o dia jantando no famoso Bairro Alto, para subirmos até lá pegamos o elétrico. O Bairro Alto conta com muitos restaurantes, andamos um pouco pelas ruas e escolhemos para jantar o restaurante Sinal Vermelho (Rua das Gáveas, 89, Bairro Alto).

Eu pedi um bacalhau assado à lagareiro com batatas a murro (13,9€), estava muito gostoso!!

Para irmos embora, fomos em direção ao Chiado, que é um bairro muito legal também! Há várias lojinhas e o famoso Café à Brasileira, que tem a estátua do escritor Fernando Pessoa! Não resistimos e pegamos de sobremesa um sorvete na Amorino (Rua Garret, 49), que tem o conhecido formato de flor, é uma delícia!

2° DIA - Quinta-feira (Elevador de Santa Justa - Praia dos Galapos - Bairro Alto)

Como vi que seria o dia mais quente da semana, sugeri para os meus amigos que fôssemos à praia. Descobri pelo Instagram uma praia muito bonita, a Praia dos Galapos, em Setúbal. O plano era pegar o trem e ir cedinho, mas quando chegamos na estação tinha um fila imensa para comprar o ticket, o que nos impossibilitou de comprar a tempo do horário disponível para Setúbal na parte da manhã. Então, partimos para o plano B, ir para a praia de ônibus. Como o ônibus era só 12:00, tomamos café da manhã na Starbucks da estação Baixa-Chiado e conseguimos visitar o elevador de Santa Justa.

O custo para subir no elevador é de 5€, mas lembrando que se você tiver o bilhete diário, não precisa pagar nada a mais! Paguei mais 1,50€ para ir até o mirante (miradouro), onde você consegue ver a paisagem sem as grades.


12:00 pegamos o ônibus em direção à Setúbal, ida e volta deu 12 euros.

Dica: Quando for comprar a passagem de ida, já garanta a de volta também, pois os guichês de compras de passagem já estavam fechados em Setúbal quando voltamos.

De Setúbal para Praia dos Galapos fomos de táxi, porque não era época de verão, então os ônibus que vão para as praias não estavam funcionando. Pagamos 12 euros a corrida.

Chegando lá, fomos surpreendidos por uma praia MARAVILHOSA, linda mesmo, de areia clara e mar verde/azul, bem calmo.

Comemos em um dos únicos restaurantes que tem no local, optei por um sanduíche de frango, estava muito gostoso!!

Aproveitamos a tarde toda lá, amei a praia!! Como não era alta temporada, a praia não estava cheia, então relaxamos bastante.

Voltamos da praia direto para o Hostel, tomamos banho e fomos novamente jantar pelo Bairro Alto. A nossa missão era encontrar um lugar aberto a 00:00 que tivesse pizza, já que era o desejo de todos. Encontramos o NYC Slice Pizza (Rua Da Barroca, 129A), lá você pode comprar pedaços individuais ou pedir uma pizza inteira, como estávamos em 3, optamos por uma pizza grande (19,95€).

Depois de jantar, circulamos pelo Bairro Alto, já que estava bem mais animado do que no dia anterior, finalizamos a noite bebendo alguns drinks pelos bares.

3° DIA - Sexta-feira (Mosteiro dos Jerónimos - Torre de Belém - Porto - K Urban Beach)

Partirmos em direção à região de Belém. Ao sair do metrô (Estação Cais do Sodré), logo encontramos a Padaria Portuguesa e tomamos café da manhã por lá. Você mesmo escolhe no balcão o que deseja e depois é só levar o seu pedido para uma das diversas mesas que o local possui. Há muitas opções deliciosas de comida!

Pegamos o elétrico e fomos para o primeiro ponto turístico do dia: o Mosteiro dos Jerónimos. Você com certeza irá se impressionar com o monumento, é maravilhoso, tanto por fora como por dentro. Em 1983 foi classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO!

A construção iniciou-se em 1501, durando quase um século, foram usadas cerca de 5% das receitas provenientes do comércio com a África e o Oriente - o equivalente a 70kg de ouro por ano - para as obras serem concluídas. A fachada do edifício conta com mais de trezentos metros! Deu para ter uma noção do quão grandioso é esse monumento né?

A Igreja de Santa Maria de Belém é aberta ao público e é lá que se encontram os túmulos do navegador Vasco da Gama e do escritor Luís de Camões.


O claustro possui uma arquitetura sensacional, tudo no estilo manuelino, a riqueza de detalhes é de surpreender. Na ala norte do claustro inferior encontra-se o túmulo de Fernando Pessoa.




É estranho, mas antes de ir para Lisboa eu não havia escutado nada sobre o Mosteiro dos Jerónimos, sempre ouvi falar sobre a famosa Torre de Belém. O que eu acho mais incrível em viagens é quando você não faz a menor expectativa de um lugar e é totalmente surpreendido, foi o meu caso com o Mosteiro, acredito que foi um dos lugares mais bonitos que já visitei em toda a minha vida.

Logo em frente ao Mosteiro dos Jerónimos está a Praça do Império, vale conferir, muito bonita!

Preço:

Bilhete normal: 10€ (Mosteiro) | 12€ (Mosteiro + Torre de Belém)

Dica: Não tem nenhuma plaquinha indicando desconto para estudantes, mas perguntamos e havia sim, então pagamos 6€ (Mosteiro + Torre de Belém).

Demais preços e descontos você pode conferir clicando aqui.

Horário:

Out a Abr | 10h00 às 17h30 (Última entrada às 17h00)

Mai a Set | 10h00 às 18h00 (Última entrada às 18h00)

Encerrado: Segundas-feiras e nos dias 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio, 13 de Junho e 25 de Dezembro.

Local:

Praça do Império 1400-206 Lisboa, Portugal

Depois do Mosteiro, fomos conhecer a famosa Torre de Belém. Achei bonita, mas confesso que esperava mais, enfim, gostos....

Tem uma vista boa para o Rio Tejo e a Ponte 25 de Abril:


Preço:

Bilhete individual: 6€ (Mosteiro) | 12€ (Mosteiro + Torre de Belém)

Demais preços e descontos você pode conferir clicando aqui.

Horário:

Out a Abr | 10h00 às 17h30 (Última entrada às 17h00)

Mai a Set | 10h00 às 18h00 (Última entrada às 18h00)

Encerrado: Segundas-feiras e nos dias 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio, 13 de Junho e 25 de Dezembro.

Local:

Av. Brasília, 1400-038 Lisboa, Portugal

Para o almoço, sugeri aos meus amigos o restaurante UAU (mais uma das minhas descobertas de Instagram). O UAU fica na Doca de Santo Amaro, Armazém 13. Tem outros restaurantes por ali também.

Comemos um hambúrguer com uma vista sem igual, para a Ponte 25 de Abril, que lembra a ponte Golden Gate de São Francisco, California.

O hambúrguer (6,5€) estava bom, mas o que eu mais gostei foram as batatinhas doces crocantes que o acompanhavam, muito saborosas! Pedi uma Limonada UAU (2,2€) que também estava deliciosa!

Acredito que o foco do UAU seja mais os picolés, no dia acabei não provando nenhum, porque não sou muito de picolé, preferi pegar um sorvete ali perto, na Artisani, que possui gelatos artesanais, muito bons!

Depois de um dia bem aproveitado, fomos para o Hostel tomar banho, já que o plano era ir em uma festa que o pessoal do hostel havia indicado, a K Urban Beach (Rua da Cintura Santos, Cais da Viscondessa, 1200-109). Gostamos da festa, entramos bem rápido, apesar de ter conhecimento depois de algumas polêmicas envolvendo a boate, dizem que muitas pessoas são barradas pelo tipo de vestimenta, acho incabível esse tipo de comportamento.

4° DIA - Sábado (Mercado da Ribeira - Pastéis de Belém - Praça do Comércio - Estádio da Luz - Pensão do Amor)

Como acordamos mais tarde, pós festa haha, fomos direto almoçar, escolhemos o Mercado da Ribeira, em frente ao Cais do Sodré. Lá há diversas opções de comida, cerca de 30 restaurantes, muitos deles com a assinatura de grandes chefes portugueses.

Optei pelo Chef Miguel Castro e Silva e fui de Arroz de Camarão (12,5€), bom, mas nada de excepcional, não repetiria.

Em seguida, fomos conhecer e degustar os famosos Pastéis de Belém.

Para quem não conhece, os pastéis de nata são um dos doces mais tradicionais da doçaria portuguesa e tiveram a sua origem em 1837, em Belém, na Fábrica dos Pastéis de Belém. A receita é guardada a sete chaves e somente os mestres pasteleiros que assinam um termo de responsabilidade e fazem um juramento, possuem-a.

Não imaginava que o local fosse tão grande, há aproximadamente 400 lugares disponíveis.

A recomendação é comer os pastéis quentes, polvilhados de canela e açúcar em pó. Hmmm, até salivei lembrando do gosto, é uma delícia, bom mesmo!! Cada pastel custa 1,05€.

De lá, partimos para a Praça do Comércio, conhecida também como Terreiro do Paço, é uma das maiores da Europa, com cerca de 36 000m². É um dos pontos turísticos obrigatórios na sua visita por Lisboa! O local é lindo!

Depois, fomos conhecer o Estádio da Luz (ou Estádio do Sport Lisboa e Benfica), tem uma arquitetura bem diferente, parece uma montanha-russa.

Voltamos para o Hostel e na companhia dos amigos que fizemos por lá, fomos na Pensão do Amor (Rua do Alecrim, 19), fica na região do Cais do Sodré (tem várias opções de festa por lá, vale a pena explorar, as ruas ficam lotadas!). O local antigamente era uma pensão que alugava quartos por hora para prostitutas e marinheiros, mas acabou sendo transformado em um bar/balada com uma decoração burlesca, cada ambiente é único, muito legal! O lugar enche, procure chegar cedo!

5° DIA - Domingo (Parque das Nações - Centro Vasco da Gama - Oceanário)

Dedicamos o último dia para conhecer a parte mais moderna de Lisboa, o Parque das Nações, que foi construído para a Expo 98.


Chegamos de metrô pela Estação do Oriente, a qual tem uma arquitetura maravilhosa:

O Shopping Vasco da Gama fica logo saindo da estação, o espaço possui diversas lojas, clique aqui para ver todas.

Almoçamos por lá no Capri, dava para montar uma massa com os ingredientes que você quisesse, estilo Spoleto.

Logo após o almoço, fomos direto para o Oceanário, que é um ponto turístico super conhecido de Lisboa e de visitação obrigatória! O Oceanário possui mais de 30 aquários, 500 espécies diferentes de animais e 8000 organismos (entre animais e plantas). É o segundo maior da península ibérica!

O aquário central é totalmente incrível, com 5 milhões de litros de água, representando o Oceano Global. Em volta dele estão outros quatro aquários, que representam os habitats marinhos do Atlântico Norte, do oceano Antártico, do Pacífico temperado e do Índico tropical, o que cria a ilusão de que há um só aquário, um só oceano.

Durante a visita você verá de tudo e mais um pouco, é demais!!

Você com certeza irá se apaixonar pelas lontras:

É uma sensação muito boa visitar esse lugar, as horas passam voando, você não irá se arrepender!

Preço:

00-03 anos: Grátis

04-12 anos: 10€ (Exposição Permanente) | 12€ (Exposição Permanente + Temporária)

13-64 anos: 15€ (Exposição Permanente) | 18€ (Exposição Permanente + Temporária)

+64: 10€ (Exposição Permanente) | 12€ (Exposição Permanente + Temporária)

Família (2 adultos + 2 crianças até 12 anos, criança extra 6,10€): 39€ (Exposição Permanente) | 47€ (Exposição Permanente + Temporária)

Horário:

10h00 às 20h00 (Última entrada às 19h00) Horário de inverno: das 10h às 19h (Última entrada às 18h) - A partir de 29 de outubro

Local:

Esplanada D. Carlos I - 1990-005 Lisboa

Obs: Só fui na Exposição Permanente.

Após o oceanário, descansamos um pouco, até cogitamos andar no teleférico (a viagem tem duração de 8 minutos, percorre um trajeto de 1.230m), mas acabamos não indo, ficamos apenas admirando a vista do Parque das Nações e aproveitando as nossas últimas horas em Lisboa.

Não deixe de conferir como foram todos os dias no vlog da viagem:

Lisboa foi me surpreendendo aos pouquinhos e eu amei a cidade!! Há muitos pontos turísticos e lugares legais para visitar! Não consegui conhecer tudo que a capital oferece, até mesmo por ter descoberto depois alguns lugares, como o bairro Padre Cruz (Galeria de Arte Pública), o LX Factory, entre outros passeios que parecem bem interessantes.

Espero que tenham gostado das dicas!

Beijos, Duda Nascimento!

#tips #trips #youtube